sexta-feira, 18 de agosto de 2017

ASSISTA À 1ª AULA DE MÚSICA DA LIRA CALHEIRENSE COM O MAESTRO ÁUREO FIORI









A Corporação Musical Lira Calheirense Governadores Roberto e Badger Silveira foi fundada no dia 12 de agosto de 2017, na Escola Municipalizada Cel. Luiz Vieira de Rezende, no distrito de Calheiros. 

 A Corporação foi resultado de parceria entre a Associação dos Amigos do Memorial Governadores Roberto e Badger Silveira,  o Jornal O Norte Fluminense  e a Escola Municipalizada Cel. Luiz Vieira de Rezende, dirigida por Samia de Oliveira Linhares.

A Lira é administrada pela Associação e conta com o apoio do consagrado Maestro Áureo Fiori, que possui 83 anos de idade, e irá ministrar gratuitamente as aulas. 

Áureo Nunes Fiori nasceu no distrito de Rosal, em Bom Jesus do Itabapoana (RJ), no dia 07 de dezembro de 1933, e é filho dos músicos Walter Fiori e Zenith Nunes Fiori.

Foi Maestro da Lira Operária Bonjesuense por cerca de 22 anos, da Lira 26 de Julho, de Apiacá (ES), onde atuou por cerca de 8 anos, da Banda do Colégio Ari Parreira, de Laje do Muriaé (RJ), e da Lira 19 de Março, de São José do Calçado (ES), até 2010, quando, devido a uma queda, fraturou o fêmur, o que o impossibilitou de continuar seu trabalho.

Colaborou na fundação da Banda de Música do Colégio Estadual Padre Mello, de Bom Jesus do Itabapoana, da Banda Marcial Terezinha Juliana, em São José do Calçado, da Banda do Colégio Zélia Gisner e da Banda do Colégio Antonio Honório, em Bom Jesus do Norte (ES).


Áureo Fiori dirigiu a Lira Operária por cerca de 22 anos

Áureo Fiori comandou Lira na antiga réplica da Usina Franco Amaral localizada na Praça Governador Portela

Áureo Fiori e o cantor Orlando Silva no Big Hotel, na década de 1970

A primeira aula, em Calheiros, foi teórica. "Teoria é a base de tudo", assinalou o mestre, que  abordou o tema "Elementos de Escrituração Musical". Na oportunidade, Áureo Fiori explicou  que "o importante é apreender o conceito e não decorar". Salientou, ainda, uma das definições de música: "a arte de manifestação de todos os diversos afetos de nossa alma, mediante sons". Mencionou, também, sobre a divisão da música em "melodia, harmonia e ritmo". Linhas e espaços naturais, pauta e claves foram outros temas abordados na aula.

O mestre ministrará duas aulas semanais. "Apesar de minha idade e estar adoentado, atuarei até o fim dando o melhor de mim para construir um mundo melhor", assinalou.

A Lira Calheirense aceita doações dos seguintes instrumentos:
2 clarinetas, 2 pistons, 2 trombones de vara, 1 barítono si bemol, 1 bombardino dó, 2 sax orni, 1 saxofone tenor, 1 saxofone bi bemol, 1 bombardão si, 1 bombardão mi, 1 tarol, 1 tambor, 1 bombo e 1 par de pratos.

Contatos com André Luiz de Oliveira pelo celular: 022- 998317343.



Samia de Oliveira Linhares, dr. Gino Martins Borges Bastos, André Luiz de Oliveira e Áureo Fiori






Áureo Fiori desenvolveu um método próprio para o ensino da teoria musical


Samia de Oliveira Linhares: uma diretora idealista


ALGUNS DOS JOVENS QUE ESTIVERAM NA INAUGURAÇÃO DA LIRA CALHEIRENSE


























Maestro Áureo Fiori: idealismo juvenil aos 83 anos de idade


Pauta de Áureo Fiori, quando aprendeu teoria musical em 1957 com o Prof. Sebastião Gomes Filho (alfaiate), conhecido como Fio Bernardo, em Rosal


Áureo Fiori e o seu tradicional fusquinha


Nenhum comentário:

Postar um comentário